WELSH CORGI PEMBROKE

o que precisa de saber

História

Quando e como esta raça foi introduzida no Reino Unido não está exactamente estabelecido, apesar de existirem numerosas histórias. Infelizmente, como em muitas outras raças, não temos informações suficientes sobre os seus antepassados.

As características morfológicas do Welsh Corgi Pembroke fazem-nos logo pensar nas origens em comum com o "dachshund", apesar do temperamento dos dois ser completamente diferente, sendo o Dachshund um cão de toca ao contrário do Welsh Corgi que é um cão de pastor.

Históricos afirmam que os Celtas criassem já este tipo de cão há cerca de 3000 anos e que a origem do Corgi seja autócne, pois em Inglaterra foram encontrados documentos históricos do século X de um "curre" ou "cur dog", palavra que significa cão de trabalho, a qual fonologia assemelha-se ao termo Corgi. 

Na idade média o Welsh Corgi era uma única raça, ou seja não havia nenhuma distinção entre o Pembroke e o Cardigan.

Em 1934 o Kennel Club Inglês introduziu finalmente a distinção entre Welsh Corgi Pembroke e Welsh Corgi Cardigan, duas raças bem diversas.

Alguns autores acreditam que o "Cardigan", raça mais antiga em relação ao "Pembroke", possa descender de um cão pastor galês cruzado entre o “Buhund” e o “Swedish Vallhund”, que foi trazido pelos vikings até às ilhas britânicas.

Os nomes dos Corgis indica os seus sítios de origem. "Welsh" significa "galês"; "Corgi" é uma palavra composta por "cor", que significa reunir, manter junto, e "gi" significa "cão"; os seguintes nomes indicam a zona: Pembroke refere-se ao Condado de Pembrokeshire no País de Gales, a qual permanece a zona de origem e maior difusão da raça, tenha ela chegado por mar - por navegadores nórdicos - ou tenha ela sido resultado da evolução dos cães presentes na região.

O nome galês do Pembroke é "Ci Sodli", que significa jarrete para indicar a característica de morder os jarretes das vacas. Nas quintas Galesas o Corgi tinha a tarefa de cão de pastor para conduzir o gado ao pasto, estar alerta durante a noite, manter o gado junto, etc.

O Corgi, apesar das suas dotes e capacidades incomuns, teria continuado a ser um "cão de quinta" se o seu destino não se tivesse cruzado com uma menina muito particular. Em 1933, o duque de York e depois rei George VI, adquiriu un cachorro desta raça, Rozavel Golden Eagle, para oferecer à sua filha Elizabeth (passando depois a ser rainha Elizabeth II). O cão foi baptizado de Dookie e conquistou imediatamente o coração da família real. A este primeiro Welsh Corgi Pembroke, adicionaram-se cedo muitos outros dando vida à criação da família real conhecida com o afixo Windsor.

Desde então os Corgis passaram a ser reconhecidos como "os cães da rainha": quando se fala de Welsh Corgi Pembroke muitas pessoas não se lembram que raça poderá ser, mas quando se fala nos "cães da Rainha" já a expressão se ilumina com um sorriso de quem está perfeitamente lembrado do que se está a falar.

Personalidade 

O Welsh Corgi Pembroke é um cão animado, alegre, curioso e extremamente inteligente com uma expressão característica de uma raposa. O adjectivo "pequeno" é só uma referência ao tamanho, pois o caracter é aquele de um cão grande, de um cão para trabalho.

A sua origem de facto é de cão de trabalho: foi usado, e ainda o é hoje apesar de em menos situações, como pastor de vacas. Famoso pela sua característica especifica de morder nos jarretes e logo a seguir achatar-se no chão para evitar um coice. Porém, as suas capacidades de trabalho não acabam aqui: o Corgi, é um óptimo caçador de ratos e coelhos (Barn Hunt - desporto realizado bastante nos Estados Unidos), pode ser treinado para obedience e agility, e permanecem com a sua natureza de óptimo cão de guarda. 

Até os exemplares considerados de "exposição" mantêm inalteradas estas características, ao contrário do que se passou em muitas outras raças que, selecionadas somente com bases morfológicas, chegaram sim a altos níveis de perfeição estética, mas perderam com o passar do tempo qualidades de caracter e atitudes para o trabalho.

Saúde 

O Welsh Corgi Pembroke tem como esperança média de vida os 11 aos 13 anos. No que toca à saúde é necessário saber que, apesar de por norma serem cães saudáveis, o Corgi é propenso a alguns problemas sérios de saúde como a displasia da anca, e outros problemas como epilepsia e mielopatia degenerativa (DM). Também existem casos de Von Willebrand's Disease (vWD), atrofia progressiva da retina (PRA) e colapso induzido pelo exercício (EiC). Estes problemas são quase todos evitáveis, por isso aconselho a falar sobre eles com o criador do seu cão ou futuro cão. 

 

Cuidados

Os Corgis são cães de pastor, por isso é importante que tenham exercício diário e por serem cães acostumados a ter um "trabalho" (devido às suas origens) seria importante que eles continuem a sentir-se "úteis". Para tal, bastam uns pequenos treinos e brincadeiras estimulantes semanais, desenvolver um desporto seria o ideal (agility, obedience, frisbee, truques, etc.).

As suas dimensões também o tornam num companheiro ideal que ocupa pouco espaço em casa e que se adapta facilmente à vida de cidade como à do campo.

Alimentação

Os Corgis adoram comer, pelo que é necessário ter atenção à quantidade de alimentação que se oferece , para que não ultrapassem o seu peso ideal. No caso das fêmeas o peso deverá estar entre os 9kg e os 11kg e no caso dos machos entre os 10kg e 12kg.

Tal como para todos os cães, dá-se preferência a uma alimentação BARF, seguida de uma alimentação natural cozida, depois em lata e por fim ração seca (preferencialmente com uma quantidade reduzida de cereais). 

Pelo, cores, grooming

Dizem que o único defeito dos Corgis é de facto perderem pelo... nós donos, dizemos que é um pó de fadas que eles gostam de espalhar pela casa! Aconselha-se a ser escovado semanalmente e um banho por mês facilitará a perda rápida do pelo morto - atenção: todos os banhos deverão ser dados com produtos adequados e mais importante secar muito bem todo o pelo para que este não fique húmido.

Nunca se deverá rapar o pelo de um Corgi, pois este representa uma óptima proteção contra o frio e a húmidade, como para o calor.

As cores que podem existir nos Welsh Corgi Pembroke são o vermelho (red), tricolor com cabeça vermelha (red-headed tricolor), tricolor com cabeça preta (black-headed tricolor) ou sable.

Crianças e outros animais

Tal como todos os cães, os Corgi quando acostumados e socializados são excelentes animais de família, tendo capacidade para conviver serenamente com todo o tipo de animais e óptimos com crianças.

Contudo, não nos podemos esquecer que são cães de pastor, logo, movimentos rápidos de crianças ou pequenos animais poderão activar a drive de pastoreio.

Importante relembrar, que os adultos devem estar sempre presentes quando há crianças e cães em conjunto, principalmente se a criança for pequena e não conseguir "ler" os sinais de desconforto ou pedidos de espaço por parte do cão.

info@milawish.com

+351 914 950 961

Cascais, Lisboa

Portugal

 

©2023 por Milawish.

milawish corgi
milawish corgi
clubeCane.png
9f9489a535b7ab5f128b823d89991d4f.png
#MILAWISH